O livro “Mitos enredados”, da multiartista Angela Almeida, foi uma proposição da autora à EDUFRN. A submissão da obra ocorreu por meio do Edital nº 05/2019-EDUFRN, o qual contempla a Linha Editorial Artístico-Cultural. Dentro desse escopo, selecionamos trabalhos que explorem diferentes formas de linguagens artísticas, seja literatura, artes visuais, teatro, música, dança etc. Como previsto em edital, a publicação foi encaminhada para a elaboração de dois pareceres avaliativos, emitidos por especialistas na área de conhecimento da proposta. Com isso, seguiu-se para homologação final do Conselho Editorial EDUFRN, obtendo a aprovação, sem ressalvas, por parte do colegiado. Findo esse processo, é com muita satisfação que oferecemos ao público, de modo gratuito, por meio do Repositório Institucional da UFRN, essa afetiva amostra de reflexão intelectual e, sobretudo, estética, acerca da figura dos mitos e suas narrativas.

HELTON RUBIANO
DIRETOR ADJUNTO EDUFRN - EDITOR DE PUBLICAÇÕES


Quando nos encontramos com uma obra, seja ela escrita, visual, sensorial, raramente nos perguntamos como ela chegou até nós. Apenas usufruímos daquilo que ela nos oferece, e seguimos em busca de outros encontros. Esse caminho do fazer da obra é o que chamamos de Produção. Essa é minha responsabilidade neste projeto. Nós produtores temos a missão de sistematizar e coordenar todas as demandas para que a artista transforme sua ideia em obra artística e essa obra chegue até você. Com o Projeto Mitos Enredados não foi diferente.

Como levar o livro e a pesquisa para o público?

Assim, decidimos pela impressão e distribuição dos livros em escolas, bibliotecas e entidades culturais e planejamos uma exposição dos desenhos no Instituto Câmara Cascudo. Organizamos todas as ideias para que ela fosse adequada à Lei de Incentivo a Cultura - Programa Djalma Maranhão e inscrevemos a proposta. Foram alguns meses entre análise, diligências e aprovação do Projeto. Conseguir patrocínio, realizar todos os trâmites contratuais e receber o incentivo financeiro. Estas são apenas algumas das etapas. Com o patrocínio em caixa, seguimos com ajustes em calendário de atividades, ajustes nos desejos, em busca de fornecedores e parceiros, e assim entramos na etapa do fazer propriamente dito até chegar aqui.

Esta etapa de planejamento, escolhas e definições macro, chamamos de pré-produção. Envolve uma equipe pequena e serve para que o pensado aconteça sem atropelos. A segunda etapa, que chamamos de produção propriamente dita, envolve a maior parte do tempo e também um time ainda maior (Gráfica, Design Gráfico, Diagramadores, Desenvolvedores, Produtores de Vídeo, jornalistas, assistente de produção...). Todas as tarefas devidamente orquestradas para que a engrenagem funcione e cheguemos ao resultado esperado. Para finalizar, temos a pós-produção, aquela etapa de análise para saber se o planejado foi atingido, prestar contas ao patrocinador e ao Programa Djalma Maranhão de Incentivo a Cultura e partir para o próximo projeto. ;)

No caso do projeto Mito Enredados a pandemia do Covid-19 entrelaçou o nosso planejamento, e novos ajustes foram necessários. Enquanto os encontros presenciais não estão possíveis, disponibilizamos esta plataforma para que todos possam ter acesso ao livro e às obras, e conheçam um pouco mais sobre este trabalho.

MARIANA HARDI
COORDENADORA DE PRODUÇÃO


Apoiar a cultura é promover encontros, descobertas, é fazer chegar às pessoas o saber de um povo, de outras realidades, de costumes de outros tempos, de histórias que marcaram diferentes conjunturas. Apoiar iniciativas de resgate e de criatividade fazem parte da essência do Grupo Vila, por meio da marca Morada da Paz, e é por isso que incentivamos constantemente as produções culturais que promovam o resgate de quem fomos, de quem somos. Quando recebemos o projeto Mitos Enredados, a riqueza da obra e a ideia da exposição encheram nossos olhos. A originalidade e o grande mergulho da multiartista Ângela Almeida no tema me fizeram embarcar em uma verdadeira viagem ao tempo, tão distante e ao mesmo tempo tão próximo, de mitos, lendas e figuras que permeiam o nosso imaginário. E que precisam ganhar espaço, conhecimento, não ficar apenas em nossas memórias ou na imaginação. É assim que temos orgulho de fazer parte de um projeto tão valoroso e único, reforçando a busca do Morada da Paz por sempre se fazer presente quando a cultura nos chama. Que os Mitos Enredados tão ricamente por Angela Almeida ganhem vida e se tornem conhecimento onde puder chegar.

Diretoria do Grupo Vila/Morada da Paz